docentes palestrantes
Sidney Molina

Sidney Molina

É Bacharel em Filosofia pela Universidade São Paulo (USP), Especialista em Musicologia pela Faculdade Carlos Gomes (SP) e Doutor pela PUC-SP, tendo defendido a tese "O Violão na Era do Disco: interpretação e desleitura na Arte de Julian Bream".

Estudou violão com Manuel Fonseca, Armando Vidigal e Edelton Gloeden e composição com Ricardo Rizek.

Molina é membro fundador do Quaternaglia e, desde 1992, tem cumprido uma extensa agenda de recitais, concertos com orquestra, gravações de CDs e DVD e estréias de obras no Brasil e no exterior. Tem também atuado como professor e palestrante a convite de instituições como Texas Christian University, Califórnia State University, Delta State University e University of Arizona (EUA).

Atualmente é Professor de Violão e Estética Musical do Uni FIAM / FAAM (SP), Professor de Violão da Fundação Carlos Gomes (PA) e diretor do Conservatório Mozart (SP). É autor do livro "Mahler em Schoenberg: angústia da influência na Sinfonia de Câmara n° 1".

Como solista e em duo com o barítono Vinicius Atik, apresentou-se recentemente no Suntory Hall de Tóquio (Japão).



Palestra com Sidney Molina
Auditório Maestro Olivier Toni - Departamento de Música da ECA/USP
Endereço: Final da Travessa J (Rua da Antiga Reitoria) da Av. Luciano Gualberto - Conjunto Arquite-tônico das Artes
Dia: 08/12/08, 2ª feira
Horário: 14h
Duração aproximada: 2 horas

Título: Construção da mentira em Paisaje Cubano con Lluvia de Leo Brouwer: uma análise semiótica

Palestrante: Prof. Dr. Sidney Molina - Uni-FAAM e Fundação Carlos Gomes da Universidade do Estado do Pará

Resumo: Análise de Paisaje Cubano con Lluvia (1984), composta pelo cubano Leo Brouwer (1939) para quatro violões, utilizando as categorias da semiótica discursiva. Considerando as possibilidades musicais da teoria greimasiana desenvolvidas por Tarasti e Monelle, a palestra trata da relação entre plano de expressão e plano de conteúdo na música instrumental, revelando como o virtuosismo composicional de Brouwer na estrutura profunda, gramática narrrativa e estrutura discursiva pode ser oculto sob uma aparente simplicidade na manifestação.